A Rede Nacional do Artesanato Cultural Brasileiro é uma iniciativa da Artesol, organização sem fins lucrativos brasileira, fundada em 1998 pela antropóloga Ruth Cardoso. Seu objetivo principal é promover a salvaguarda do artesanato de tradição cultural no Brasil. Por meio de diversas iniciativas, a Artesol apoia artesãos em todo o país, revitaliza técnicas tradicionais, oferece capacitação, promove o comércio justo e dissemina conhecimento sobre o setor.

Artesanato Rio Grande


O grupo Artesanato Rio Grande trabalha as fibras do buriti em diversas técnicas, macramê, crochê, trançado de agulha e tear, desenvolvendo bolsas, acessórios e peças utilitárias. 

Mostrar contatos

AbrirFechar

Os contatos devem ser feitos preferencialmente via Whatsapp.

Telefone (98) 98140-7556
Contato Maria Antônia
Rua do campo 2, número 36 – bairro Rio Grande, CEP 65066-620, São Luis – MA

A Artesol não intermedeia relações estabelecidas por meio desta plataforma, sendo de exclusiva responsabilidade dos envolvidos o atendimento da legislação aplicácel à defesa do consumidor.

Sobre as criações

Buriti é uma árvore nativa do Brasil, de grande valor para os povos tradicionais que a batizaram de “árvore da vida”. Isso porque da palmeira que alcança de 20 a 30 metros é essencial para a proteção de nascentes, reserva de água nas veredas e também porque dela tudo se aproveita – folhas, talos, frutos e sementes, que além de nutrir, geram renda através do artesanato. O trançado da fibra do buriti é uma herança indígena que se tornou uma prática transmitida entre gerações pelas comunidades locais. A fibra retirada das folhas é beneficiada aproveitando-se dela desde o linho, parte mais nobre que é trabalhada principalmente nas técnicas de crochê e macramê, a que chamam de borra, parte mais rígida que é tecida com agulha. O tingimento natural é feito corantes provenientes da fauna local, de folhas, frutos, sementes, cascas e raízes. O grupo Artesanato Rio Grande trabalha principalmente com o macramê criando bolsas e acessórios, mas também desenvolve peças trabalhadas em crochê, trançado de agulha e tear. 

Sobre quem cria

Em 2002 o grupo Associação de Mães do Rio Grande, Proteção de Santo Antônio foi fundado com apoio do Sebrae e criaram a marca Artesanato Rio Grande. As artesãs do bairro Rio Grande, de São Luís no Maranhão, uniram-se a fim de fortalecerem o trabalho que já realizavam há gerações. Como contam, aprenderam o artesanato ainda meninas, tendo a fibra de buriti como matéria-prima. Hoje constituem o grupo 8 mulheres, que cotidianamente trabalham na sede da associação. Quando os pedidos são grandes, o grupo cresce, podendo chegar a 25 integrantes. 

Sobre o território

São Luís é capital do estado do Maranhão, localizado na região Nordeste, com privilegiado acesso ao oceano Atlântico. Território de cultura riquíssima, as heranças dos povos indígenas, europeus e africanos que constituíram a localidade é impressa em suas expressões. Festas populares como o carnaval de rua e o tradicional bumba meu boi e danças como tambor de crioula e cacuriá registram e relembram as origens da população.

Sendo a única cidade brasileira fundada por franceses e tendo sido ocupada também por holandeses e portugueses, tem parte de sua história conservada nos mais de 3.500 prédios do centro histórico. Tal fato fez com que a área fosse declarada patrimônio cultural da humanidade pela Unesco no ano de 1997. 

Toda essa riqueza histórica e cultural constituiu-se em um cenário de praias paradisíacas. A capital foi batizada pelos índios Tremembés no início do século XVII com o nome “Upaon-Açu”, que em Tupi-Guarani significa “Ilha Grande”. De lá pra cá, nas letras de escritores e poetas, a ilha recebeu diversos apelidos como Ilha Rebelde, Ilha Magnética, Ilha do Amor e dos Poetas.

Membros relacionados