A Rede Nacional do Artesanato Cultural Brasileiro é uma iniciativa da Artesol, organização sem fins lucrativos brasileira, fundada em 1998 pela antropóloga Ruth Cardoso. Seu objetivo principal é promover a salvaguarda do artesanato de tradição cultural no Brasil. Por meio de diversas iniciativas, a Artesol apoia artesãos em todo o país, revitaliza técnicas tradicionais, oferece capacitação, promove o comércio justo e dissemina conhecimento sobre o setor.

Cleziania Ribeiro


É certo que algumas pessoas já nascem mais inclinadas ao amor. Cleziania é uma delas, o que se faz perceptível nas cenas que molda no barro: o plantio, mães amamentando, mulheres rendando, cozinhando, mães e pais com seus filhos e filhas.

Mostrar contatos

AbrirFechar

Os contatos devem ser feitos preferencialmente via Whatsapp.

Alexânia – GO

A Artesol não intermedeia relações estabelecidas por meio desta plataforma, sendo de exclusiva responsabilidade dos envolvidos o atendimento da legislação aplicácel à defesa do consumidor.

Sobre as criações

É certo que algumas pessoas já nascem mais inclinadas ao amor. Cleziania é uma delas, o que se faz perceptível nas cenas que molda no barro: o plantio, mães amamentando, mulheres rendando, cozinhando, mães e pais com seus filhos e filhas. Cenas que são expressão do amor. Normalmente, ela já desperta com as ideias do que quer modelar. As imagens nascem a partir do sentimento que ela quer transmitir através da peça. 

Sua infância no campo lhe trouxe experiências importantes que gosta de representar. Em sua percepção, o campo está muito esquecido e as pessoas não conhecem e não valorizam o trabalho rural. Aos olhos das novas gerações, o cotidiano da roça é uma realidade completamente distante. Assim, quando molda o modo de fazer da pamonha, do fazer doce, as lavadeiras, rendeiras, o roçado, entre tantas outras cenas, Cleziania evoca nas pessoas que também viveram isso na infância, o prazer ao recordar esses momentos; e a curiosidade naquelas pessoas que desconhecem esse universo.

“É muito forte a recepção das pessoas com as peças. As pessoas passam e olham e se lembram da infância. É muito emocionante, é muito gratificante. Isso para um artista é muito gratificante, saber que tocou a pessoa”.

Além do cotidiano do campo, Cleziania fala sobre a importância de retratar o amor paterno, de incluir a figura do pai. Quando se trata de amor entre pais e filhos, é muito comum que a figura da mãe ganhe destaque, entretanto o pai também é parte dessa expressão amorosa. E esse amor que a artista molda com tanta maestria em suas peças, está presente também nas figuras de santos, como São Francisco, entre outros personagens religiosos, como o preto velho, o caboclo, Nossa Senhora, entre outros. 

Sobre quem cria

Foto de divulgação Artesol

A fazenda Santa Rosa, zona rural de Alexânia, em Goiás, foi o cenário onde Cleziania Ribeiro (1978) viveu com os seus pais na infância em meio à lavoura e à fabricação de utensílios de cerâmica que sua mãe fazia. Suas mãos conheceram cedo o gosto de pegar no barro e moldá-lo. Logo cedo, por volta dos 11 anos, percebeu que o que a fascinava era criar pessoas e cenas que via em seu cotidiano. Em lugar de fazer panelas e potes, queria criar seu próprio mundo de barro.

E assim fez e não parou mais. Começou a vender suas peças na feira de artesanato de Olhos d’Água, localidade de Alexânia e depois se mudou para Brasília, onde viveu por 17 anos, e onde o seu trabalho ficou mais conhecido. Há alguns anos, no entanto, retornou a Alexânia para dar assistência à sua mãe que se encontra adoecida. Cleziania é casada e tem uma filha e o amor que vivencia em família é a sua maior inspiração.

Por saber como o barro pode ser transformador na vida de uma pessoa que escolhe criar com ele, Cleziania tem o sonho de construir um atelier para dar aulas para as crianças com menor acesso a educação. 

Sobre o território

Cleziania nasceu em Alexânia, cidade onde hoje se encontra novamente, dando assistência aos pais. No entanto, foi em Brasília, Distrito Federal, que Cleziania se estabeleceu como artista. Dessa forma, sua história e sua vida enquanto artista se dá nesses dois lugares. 

Alexânia é um município que foi planejado no contexto de construção de Brasília, portanto também é uma cidade recente, de 1957. Com o projeto de Brasília, a região ganhou grande destaque e se tornou um polo de desenvolvimento comercial, imobiliário e industrial. Formou-se, assim, um núcleo urbano, às margens da BR-060 entre Anápolis e a nova capital, e foi batizada em homenagem ao fundador Alex Abdalah. 

Brasília foi construída no Governo de Juscelino Kubitschek. O presidente foi e ainda é aclamado por muitos, por sua coragem e audácia ao concretizar a nova capital do Brasil, com plano urbanístico de Lúcio Costa, orientação de Oscar Niemeyer e o trabalho duro dos candangos, nome dado aos migrantes brasileiros vindos de todos os cantos do país.

Membros relacionados