A Rede Nacional do Artesanato Cultural Brasileiro é uma iniciativa da Artesol, organização sem fins lucrativos brasileira, fundada em 1998 pela antropóloga Ruth Cardoso. Seu objetivo principal é promover a salvaguarda do artesanato de tradição cultural no Brasil. Por meio de diversas iniciativas, a Artesol apoia artesãos em todo o país, revitaliza técnicas tradicionais, oferece capacitação, promove o comércio justo e dissemina conhecimento sobre o setor.

Gente de Fibra – Cooperativa Mariense de Artesanato


Os produtos desenvolvidos pelo grupo Gente de Fibra surpreendem por sua história e beleza. A Cooperativa desenvolve peças decorativas e utilitárias com design moderno e uso consciente e sustentável de materiais.

Mostrar contatos

AbrirFechar

Os contatos devem ser feitos preferencialmente via Whatsapp.

Telefone (35) 98823-5241
Contato Érica Aparecida de Campos
Rua Teodomiro Santiago, 160 – Centro, CEP 37517-000, Maria da Fé – MG

A Artesol não intermedeia relações estabelecidas por meio desta plataforma, sendo de exclusiva responsabilidade dos envolvidos o atendimento da legislação aplicácel à defesa do consumidor.

Sobre as criações

Os produtos desenvolvidos pelo grupo Gente de Fibra surpreendem por sua história e beleza. A Cooperativa desenvolve peças decorativas e utilitárias com design moderno e uso consciente e sustentável de materiais. A técnica desenvolvida por Domingos Tótora e repassada aos artesãos da cooperativa consiste em processar o papelão coletado no município, transformando-o em uma massa moldável e muito resistente. O pseudo caule das bananeiras, que seria descartado após a colheita dos cachos, é beneficiado para extração de sua fibra, utilizada para a criação de texturas na massa ou adornos nas peças. A pintura é feita com pigmentos naturais, como terras vermelha e ocre. 

Sobre quem cria

A Cooperativa Mariense de Artesanato é reconhecida nacional e internacionalmente por seu projeto exemplar de geração de emprego e renda. Fundada em 1999, contribui para o fortalecimento econômico da comunidade com a produção e comercialização de peças de baixo impacto ambiental. Gerada paralela ao Projeto de Desenvolvimento do Turismo Rural em Maria da Fé, realizado em parceria entre a Prefeitura Municipal e o SEBRAE-MG. 

Buscavam um artesanato com identidade local e o artista plástico Domingos Tótora apresentou a possibilidade de trabalhar com papel reciclado e folha de bananeira. A partir desse dia, Tótora e mais cinco mulheres da comunidade deram início aos trabalhos, surgindo com essa iniciativa a Oficina Gente de Fibra.

Ao longo dessas duas décadas de trabalho o grupo cresceu e fortaleceu-se, ganhando autonomia, participando das principais feiras do setor e comercializando seus produtos em lojas dentro e fora do país. Seus 11 integrantes trabalham diariamente na sede da cooperativa, onde possuem todo a estrutura e equipamento necessários para produção das peças. 

Gente de Fibra / Crédito da foto: Divulgação

Gente de Fibra / Crédito das fotos: Divulgação

Sobre o território

Maria da fé, município localizado no Sul de Minas Gerais, em plena Serra da Mantiqueira, é um dos mais frios do estado. Por estar a 1258 metros de altitude, as temperaturas no inverno podem ficar abaixo de 0°C. 

Este clima e vegetação favorecem o cultivo de oliveiras, fato que destaca a cidade no cenário nacional; com o título da Cidade das Oliveiras, tendo variedades genuinamente brasileiras com as quais produzem um azeite de altíssima qualidade.

As belas paisagens montanhosas, a rica história e a cultura são grandes atrativos turísticos da região. O exuberante cenário natural, com muitas cachoeiras em meio a mata nativa, atrai interessados no turismo rural, na tranquilidade e encantos da vida local. 

Membros relacionados